Alimentos ácidos aumentam o risco de diabetes

Diabetes X PRAL

Entenda o que pode minimizar o risco e leve uma vida mais saudável

 A acidez do sangue é influenciada pelo tipo de alimentação e pode estar associada a diabetes tipo 2, que normalmente é adquirida ao longo da vida. Isso é o que sugere um artigo científico publicado recentemente no conceituado site springer.com. A pesquisa fez um longo monitoramento com mais de 180.000 pessoas – controlando doenças, medicamentos, tabagismo, atividade física, além da dieta, é claro. O aumento da obesidade e o envelhecimento da população estão contribuindo para tornar a diabetes tipo 2 uma das grandes causas de mortalidade atualmente.

Entre os participantes, foram detectados mais 15.000 casos de diabetes tipo 2. Após o ajuste para fatores de risco, a produção de ácido no sangue causada pelo tipo de alimentação foi positivamente associado à doença. As pesquisas demonstram que um dieta predominantemente ácida para alimentos e bebidas (carnes, frutos do mar, ovos, leite e derivados, ácool e bebidas adoçadas) favorece a aparição de diabetes tipo 2, a mais frequente.

 

A melhor e a pior dieta

Em contrapartida, alimentos e bebidas alcalinizantes (frutas, verduras, legumes, frutos secos, suco de frutas cítricas e bebidas alcalinas – sobretudo água com pH acima de 7) formam a base da dieta ideal para o combate e controle da doença, que ganha espaço especialmente em regiões de consume da perigosa dieta ocidental, rica em produtos de origem animal e bebidas cheias de açúcar e pobre em frutas, vegetais e grãos integrais.

 

Quer mais equilíbrio?

O potássio tende a alcalinizar o organismo, ou seja, reduzir a acidez. Os alimentos mais ricos nesse nutriente são os vegetais de folhas verde escuro, como couve, espinafre e brócolis. Evite refrigerante e bebidas adoçadas e opte por sucos cítricos e água alcalina, com pH acima de 7.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Gostou do nosso artigo? Deixe seu comentário abaixo