A água alcalina e o tratamento de doenças

pesquisa-estudos

Foi publicado na revista Stroke, da American Heart Association, em agosto de 2014, que os indivíduos com níveis mais baixos de magnésio no sangue possuem um risco 34% maior de sofrerem um acidente vascular cerebral (AVC), popularmente conhecido como derrame.

No mesmo ano, o Journal of Human Nutrition & Food Science publicou uma matéria explicando seu estudo realizado com 14.388 homens e mulheres com mais de 20 anos. A pesquisa “Exame de Saúde e Nutrição Nacional nos Estados Unidos”, realizada entre 2001 e 2010, concluiu que através do aumento da ingestão de magnésio, houve melhoras nos tratamentos contra a hipertensão e nos níveis de glicose, colesterol, triglicerídeos, insulina e proteína C, além da diminuição da obesidade e circunferência abdominal.

auxilio-doencas

Além disso, todos os estudiosos das respectivas pesquisas afirmam que a melhor absorção de magnésio ocorre quando este está diluído em uma água alcalina. O uso de água alcalina magnesiana, juntamente com boas escolhas alimentares possui o potencial de reduzir o risco de diabetes, hipertensão, derrames, obesidade, problemas de colesterol e triglicerídeos. Uma ingestão de água rica em magnésio é uma estratégia extremamente inteligente para quem deseja melhorar a sua própria saúde, de sua família e da população em geral.

Para conferir mais sobre a água alcalina magnesiana, produzimos um conteúdo especial que explica os 7 principais benefícios da água alcalina ionizada. 

Embora exista muita evidência científica sobre qualidade da água, ainda há poucos estudiosos no assunto no Brasil. Para dirimir estas dúvidas e facilitar a vida de quem quer entender mais o assunto Água compilamos centenas de artigos científicos em textos de melhor compreensão. 

Todos Artigos Científicos estão na Área Científica »

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Gostou do texto que leu? Deixe seu comentário abaixo